Livro Espírita, as Amazonas e o Contexto da Colonização na Amazônia

Autor:

José Alberto da Costa Machado

Resumo:

O artigo, tendo em vista citação do Espírito Joel, no livro “Luzes sobre a Amazônia”, que sugere historicidade para as amazonas, analisa a factibilidade de tal afirmativa, usando, para tanto, estudos historiográficos recentes, especialmente em relação aos relatos da época da colonização. Considera, também, uma hipótese para justificar a falta de referências às amazonas da literatura pós-contato europeu, qual seja, a de que a data em que Francisco de Orellana passou pela região foi em pico de cheia, época em que as margens do rio Amazonas se estendem a ponto de, quando a cheia é bastante grande, se unirem à calha do rio Nhamundá, onde teria ocorrido o encontro. Já os outros viajantes das primeiras décadas pós contato passaram pela região em datas diferentes daquela, no pico da vazante ou próximo dele, situação que nem tomariam conhecimento da existência do rio Nhamundá. Como resultado das análises, o artigo considera existirem elementos para, pelo menos, afastar o trato das amazonas apenas como lenda.

Palavras-chaves: Luzes sobre a Amazônia. Amazonas. Carvajal. Orellana. Índias guerreiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?